45 visitantes on-line ( Entrar na Sala de Bate-Papo )São Paulo, 19 de novembro de 2017

Hoje somos 143
portadores de RTS
galeria de fotos
Uma imagem vale mais que mil palavras.
Conheça um pouco mais sobre nós !
Depoimentos
Leia os depoimentos que os pais fizeram sobre seus filhos.
Com certeza você vai se identificar com um deles !
Lista de Discussão
Entre para nossa lista de discussão por e-mail e troque idéias e informações com outros pais e profissionais da arts
Dê uma mãozinha
Veja quem já nos deu uma mãozinha.
Faça parte do grupo de amigos da arts
Estatísticas sobre RTS
Acompanhe as estatísticas sobre RTS
Pesquisar no site
Digite as palavras-chave de busca, separadas por vírgula
Clique aquí para busca detalhada
 
 
ARTS
Rua Harmonia 722/81
CEP 05435-000
São Paulo-SP
Brasil
 
(55) (11) 4153-3211
(55) (11) 5631-5062
(55) (11) 3819-2536
 
arts@artsbrasil.org.br
 
 
JORNAL DO BAIRRO DE PINHEIROS
 
Rede A de Jornais de Bairro
São Paulo, 7 a 13 de agosto/99
Pag,3.1
 
Entidade quer divulgar Síndrome
 
SOLIDARIEDADE

Por Leandro Luize

Nelci Mendes encontrava sérias dificuldades para buscar um tratamento adequado para seu filho Vinicius, portador da sindrome de Rubinstein-Taybi. Raro e ainda pouco estudado pela comunidade médica, esse problema ganhou especial atenção no Brasil há pouco mais de três meses, com a criação da Associação Brasileira dos Familiares e Amigos dos Portadores da Síndrome de RubinsteinTaybi (ARTS). Além de disponibilizar mais informações sobre a doença, a entidade pretende aprimorar a integração social dos portadores.A síndrome, conhecida como RTS, ocorre em meninos e meninas das raças branca e amarela.A incidência é rara - em média, uma em cada cem mil pessoas contraem a síndrome. Algumas das características são os polegares largos, anomalias faciais e retardo mental. Na fase de zero a 2 anos, o portador engasga ao
ingerir líquidos, tem acessos de vômito e quadros de broncopneumonia. "A descoberta da RTS é recente e por isso ainda falta um melhor embasamento teórico", relata o presidente Abel Wagner Alves.

CONVÊNIOS

No Brasil, a RTS está sendo pesquisada pela fisioterapeuta e diretora da comissão de estudos da associação, Andrea Lie Korosue. Por meio do convênio com especialistas da Europa e dos Estados Unidos, a entidade pretende detectar um maior número de casos no país e promover um trabalho multidisciplinar, fazendo com que a familia estimule intuitivamente os portadores a se integrar à sociedade. "Por isso, é fundamental o apoio de universidades, consultórios e hospitais na melhor divulgação do problema". A ARTS fica na Rua Harmonia, 722, apartamento 81. Telefone 9935-1779 e e-mail: abel.alves@uol.com.br.
 
Voltar

página inicialdestaquesorganizações & linksarts responde
bate papolista de e-mailsterapiasartigos & matériasdê uma mãozinha
depoimentosarts na mídiagaleria de fotosestatísticaslivro de visitas
pesquisar no siteexamesfale conosco